segunda-feira, novembro 17, 2008

NINHO



O despertar da alma
iniciado com o erguer das pálpebras,
acontece num leito onde emana a essência que o teu corpo docemente aqui depositou.
inalo nos meus olhos fechados a fragrância perfeita da tua pele.
na história aberta no meu sorriso
toda a força sôfrega que brotou do teu encanto.

leio na viagem que faço nas minhas mãos,
(paraíso anterior do calcorrear das tuas)
o contorno eufórico da cumplicidade solidamente em construção.

descanso hoje, mas o ninho do meu aconchego não reside onde me deito.
(...)
escrever-TE uma carta de amor demorará saborosamente uma vida plena.
cada palavra conta a história do acreditar na construção do único,
em cada capítulo do acontecer!
(...)
©2008 joaquim amândio santos e editorial negratinta
PHOTO created by DDiARTE

30 Comments:

Blogger mariazinha said...

Delicioso, bem ao teu estilo.
:)

beijos**

11:38 da manhã  
Blogger MySelf said...

Lindo, sensual... fico sempre com vontade de voltar aqui pela qualidade do que escreves.

Um beijo

12:04 da tarde  
Blogger Nuno da Cunha Ferreira said...

as emoções viram palavras
as palavras viram emoções

sentido

eu senti


Abraço:)

6:34 da tarde  
Anonymous Aónia said...

Que este "despertar da alma" lhe traga um novo alento e que este lhe permita voar na direcção da felicidade... que tanto anseia e... merece!...
Ah... é verdade... PARABÉNS!:)

6:43 da tarde  
Blogger Diana said...

lindo...

6:46 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

Nunca as suas palavras foram tão reveladoras da sua essência.

Não a óbvia, mas a que se denota nos gestos mais discretos sempre plenos de Humanismo e emoção.

Porque conhecê-lo não é vê-lo mas entendê-lo... Eu vejo um homem com uma vida que se aninha sobre si própria porque quer sempre que a sua luz ilumine e aqueça todos quantos o merecem :D

Eu vejo, eu entendo o deslumbre da eterna construção inacabada…:)

6:48 da tarde  
Blogger Júlio said...

(...)
escrever-TE uma carta de amor demorará saborosamente uma vida plena.
cada palavra conta a história do acreditar na construção do único,
em cada capítulo do acontecer!)
(...)

Bem ao estilo de Michael Ende "The never Ending Story"...
Cada dia pode eventualmente ser o início de um capítulo grandioso que é a "VIDA"...Perdemos sempre alguns pelo caminho, mas existem sempre outros que nos preenchem o vazio, de forma ainda mais completa!

Um grande abraço do seu leal e sempre amigo!

Júlio

7:05 da tarde  
Anonymous Tiago Gama said...

diz-se que uma imagem vale mais do que mil palavras
pois eu, um apaixonado pela imagem, cada vez mais vou acreditando que as palavras, por vezes, valem bem mais do que mil imagens.

é sempre um gosto continuar a viajar até si

um forte abraço

:)

4:22 da tarde  
Blogger Serenidade said...

O ninho é sempre o leito do amor, da dualidade onde a unicidade se sente... mesmo que ausente.

Que a luz das suas palavras, explicita ou não (a maior parte não!) continue a invadir os nossos corações e a fazer-nos sonhar.

Parabéns!!!

Serenos sorrisos

7:03 da tarde  
Anonymous Ana Caridade said...

Colei...

a lágrima soltou de emoção pela beleza das palavras.

Nada saiu. Esperei... escrevi.

Que a Vida te continue a dar a possibilidade de sentir desta forma e que nos escrevas bem do fundo de ti.

Muito Belo!

Beijinhos de admiração

10:01 da tarde  
Anonymous Bruno Fileno said...

Fez me sentir,... recordar o que recentemente escrevi sobre o meu mais recente prazer... ser padrinho.
" ...Bem vinda, pequena morena, a este novo mundo! Mundo bem maior, bem mais estranho, bem mais confuso do que aquele de onde vens ... Cresce, solta-te e brilha! Enriquece a tua quimera porque a nossa é ver-te fazê-lo..."

Abraço

Bruno Fileno

1:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O mundo está nas mãos daqueles que Têm coragem de sonhar, correr o risco de lutar e viver pelos seus sonhos, cada qual com o seu talento!
O Dr. Amândio faz dos sonhos um sentido para cada dia!

Miguel Peixoto

1:18 da tarde  
Anonymous Isabel Teixeira Gomes said...

Gosto de palavras que transportam, gosto de palavras que transparecem. Do poema só posso dizer que gostei muito! transpareceu-o... Que entre o aconchego e a cumplicidade se vá descobrindo cada vez mais. Cada vez mais feliz! E continue a partilhar as suas palavras.
Parabéns!

1:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ah já sentia falta dos teus poemas bom tê-lo de volta!!!!!!!!!!

5:13 da tarde  
Anonymous Fernando - Consultua said...

No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a sua simplicidade é suprema...cada palavra sua toca num ramo da nossa vida e com ela sonhamos...bem haja quem nos ilumina através das palavras e nos desperta a alma...é com muito prazer que viajo nesta sua página mágica..

7:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

simplesmente belo... como tu!
Beijo querido e doce

4:18 da tarde  
Blogger Mia said...

lindo... simplesmente lindo

nem sempre a nossa casa é onde moramos
nem sempre o nosso coração está onde nós estamos

beijo.terno

5:50 da tarde  
Blogger Claudia Perotti said...

Delicioso despertar, poeta!
Saudades de ti!

Beijinhossssssssss

11:16 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Meu amigo lindo! Feliz pelo seu renascer! Feliz pelas palavras doces que vejo florescer! Sonhar, acreditar, construir e realizar, etapas fundamentais para o acontecer!
Deus lhe permita uma felicidade plena!
Um fim de semana de luz e realizações!
Beijos

2:16 da tarde  
Blogger tsiwari said...

Nas mil voltas da vida, saber/conseguir manter a capacidade de se entregar a cada nova paixão... será isto o "amar o amor"?

Que te sintas amante amado em cada dia deste teu novo ano.

[By the way, linda a homenagem. Apreciei este desfocar de atenções subtil... do aniversariante para o ser amado. And... PARABÉNS! Aquele abraço!]

3:11 da tarde  
Blogger Jorge Cardoso said...

despertou tão somente a magia dos braços que se afagam, em caricias do eterno desejo amoroso de dois seres.

avanço que se dá no pé que caminha sempre na direção do acontecido, com sempre algo mais para acontecer!!!

fico feliz por si...AMIGO!!!

Abraço...

4:40 da tarde  
Blogger mundo azul said...

Seu poema é muito bonito!
Gostei de conhecer o seu trabalho...


Beijos de luz e o meu agradecimento por sua gentil visita!!!

7:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Há duas maneiras de interpretar o Anam Cara: Neste plano fenomênico de manifestação densa, Anam Cara é aquela pessoa com a qual você poderá contar em qualquer ocasião, mesmo quando todos tiverem voltado as costas para você.
E mais: É aquela pessoa à qual você pode abrir o coração com confiança. Quando você pensa nela, seu coração brilha mais. Você sabe que ela existe e está no mesmo plano que você. Sabe que ela é valiosa e que, só de ver você, já sabe como você está, pois lhe conhece profundamente, além das aparências.
Ela sabe Sentir Você em Espírito. Em outros planos mais sutis, Anam Cara é o Anjo Amparador, aquela consciência extrafísica que lhe ajuda invisivelmente.
Anam Cara é o Anjo que lhe conhece desde sempre. Sabe dos seus dramas e de seus acertos ao longo dos tempos.
Pode até ter vivido momentos no passado junto com você, tanto em presença real, quanto extrafísica. No momento este Anjo está em outra condição vibracional.
Mas não esqueceu de você! Muitas vezes, ele mergulha nos planos mais densos para lhe apoiar invisivelmente. Você não percebe sua presença, mas ele vela secretamente pelo seu progresso. Ele não é uma divindade, é apenas o seu Anjo Invisível, um Anam Cara extrafísico.
O Anam Cara poderá ser o seu filho, seu parceiro, seu irmão, seu pai, sua mãe, seu parente, ou apenas um amigo que você conheceu ao longo da vida. Não importa nada disso. O laço real não está na carne nem no sangue, está na Alma. Por isso, o Anam Cara independe de idade, raça ou condição.
Você o reconhecerá pelo brilho do olhar, sentirá o seu coração pulsando junto com o seu, sentirá muita saudade dele e reconhecerá a sua riqueza interior. No entanto, muitas vezes o orgulho poderá bloquear tal percepção, e é possível que os seus olhos não o vejam, e que seu coração não o reconheça mais. Então, o Coração não falará mais ao Coração no silêncio de uma vibração silenciosa trocada no olhar da Alma.
Haverá apenas o olhar que percebe o convencional, e que se perde nele em meio à dor de tentar achar o Anam Cara aonde ele não está.
Sentir alguém que é um Anam Cara em sua vida, seja ele o irmão, o amigo ou o parceiro, é sentir-se acompanhado na existência por uma Alma Brilhante.
É viajar pelo denso enganoso acompanhado de alguém que também vê algo além... É sentir-se ligado em Alma, dentro do Coração. O Anam Cara é seu refúgio dentro da loucura em volta.
É o porto que a nave de seu coração gosta de aportar em meio à tempestade.
Pense numa canção que lhe fala ao coração. Ao ouvi-la, você lembrará de muitas coisas. O Anam Cara é semelhante à essa música. Quando você lembra dele, o coração viaja...
Ele pode ser seu amigo, amparador, irmão ou parceiro. Tanto faz. O que vale mesmo é que ele é uma riqueza que você achou no mundo. O Anam Cara é isso: Um Amigo d‘Alma.
Nesse aspecto, o TODO é o amigo d'Alma de todos os seres. E como o TODO está em tudo, Ele também está nos amigos d'alma, desse e de outros planos.
Pode-se gostar de alguém em vários níveis: mental, emocional, energético ou sexual.
Porém, a ligação do Anam Cara transcende esses níveis e chega ao espírito. Por isso, os celtas antigos reverenciavam o conceito de Anam Cara. Para eles, tratava-se de uma riqueza sem paralelos.
E eles sabiam que as ligações que não são em espírito e verdade, são apenas manifestações temporárias e irrisórias ao sabor dos pensamentos, emoções e energias do momento.
Para eles, o Real sempre foi o Espírito Eterno, não a bruma que dificulta a percepção.

Por isso, os poetas cantavam:
Oh, Anam Cara!
Muitos outros vieram,
Mas só sinto sua Presença Sagrada.
Só Escuto a sua Canção.
Ali está o Sol,
Mais tarde virá a Lua.
Mas, só me importa a sua Canção.

O Anam Cara é isso: uma Riqueza sem Paralelos. Só o Coração é que sabe. Só ele é que sente.
Quando o Coração fala ao Coração, não há mais nada a dizer.
O Anam Cara
É um Presente da Vida ao Coração.
Sua ligação não vem da Terra, mas de Deus!

Que as pessoas conscientes possam reconhecer o Anam Cara pelo Coração.
Beijinhos...
Margareth

3:26 da tarde  
Blogger Ana Rita said...

"Sou aprendiz de devaneador,
Sedenta,
Do teu sabor da sapiência...
Bebo,
Pequenos tragos,
Que me chegam à boca
E fluem pelo meu sentir,
Desse mesmo deleite,
Enquanto perfilho,
O caminho de Ninguém."

6:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Com vista a dar “voz” aos novos autores, o Portal Lisboa estabeleceu uma iniciativa única, no campo da criação literária portuguesa.

Neste sentido, o Portal Lisboa vai apadrinhar duas colectâneas literárias, uma de Poesia e outra de Contos Literários, a serem editadas pela Chiado Editora.

Gostava de ver os seus textos publicados por uma editora de prestígio? Tem aqui a sua oportunidade!

Descubra mais no site: www.portallisboa.net

4:39 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

.querido_________Joaquim








sentidos







nas.palavras







que





nos.acerta.a.respiração

_____________nos olhos







.e




nos.refaz.o sabor.nas.mãos







.o amor de amar



_______amar de tanto amor_________[...]





_________...



passa por favor ao
"FRAGMENTOS"____obrigada:)












beijO______C________carinhO

11:34 da tarde  
Blogger A.J.Faria said...

Olá, Joaquim!
A sensualidade aliada às palavras!

Um grande abraço!

Vá aparecendo!

6:22 da tarde  
Blogger SAM said...

Um presente para quem lê...Um ninho feito de amor e prazer. Aconchego para o corpo e espírito. Lindo!


Grande beijo, amigo!

7:48 da tarde  
Blogger Bandys said...

Obrigada pela visita, gostei muito daqui

beijose

11:21 da tarde  
Blogger Lilazdavioleta said...

Hoje,vim apenas agradecer a visita.
Sei que vou voltar , mas com tempo e sobretudo, com toda a minha alma.
Bjo

1:04 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home