terça-feira, abril 29, 2008

PLACENTA

poderei suportar a minha ausência?
PHOTO BY MARIAH



na agenda do hoje
celebra-se um dia de romaria
para depositar um beijo doce nas cinzas.
no regresso,
anuncia o amanhã,
que nascerá celebrando o grito liberto
pela minha boca eufórica.

eis-me pai do ventre onde pariu a saliva geradora do futuro!



©2008, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS, joaquim amândio santos e negratinta editorial

22 Comments:

Blogger Ana Paula Afonso said...

Gostava de ser o ventre inspirador!
beijinhos

4:00 da tarde  
Blogger Ana Paula Afonso said...

Melhor dizendo, gostava de ser o ventre inspirador de tão doces declarações; sentir-me centro de romaria e ter alguém a gritar assim, eufórico, por mim.

4:04 da tarde  
Anonymous Palas Atena said...

tuas palavras parecem ter mãos... sempre despertando sensações.
bjsssssssssss
Aluiza

4:18 da tarde  
Blogger (Un)Hapiness said...

gritar por alguém...só possível se houver um amor imenso!
façamos o mundo gritar!lol

kiss

11:57 da tarde  
Blogger Jorge Cardoso said...

nem sei que dizer! digo apenas que na minha agenda de hoje, todos os gritos em todas as cinzas culminam em romaria geradoras das vontades...

obrigado amigo, são enormes as suas palavras!!!
Grande Abraço...

9:49 da manhã  
Blogger Júlio said...

O leitor apodera-se sempre do poema, por isso, para mim este é um arauto da sede prometaica por uma certa transposição do Tempo.
"Only through Time Time is conquered..." T.S.Eliot

Um abraço amigo!
Júlio Rodrigo

12:59 da tarde  
Blogger By myself said...

Sempre que aqui entro, estremeço pela força das palavras.Bem...

Beijinho e bom fim de semana

5:13 da tarde  
Blogger SAM said...

Muito bonito as palavras! A oralidade em tributo.

Beijos com carinho.

10:11 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

A romaria nasce do milagre, de um ventre por vezes estéril, ser capaz de parir o futuro.

Porque todos nós já fomos pais de ventres estéreis, é com emoção que vejo o parto de um amanhã conhecedor do passado...:)

12:07 da manhã  
Blogger mariazinha said...

o beijo acorda a fénix que renasce das cinzas...

beijo*

2:23 da tarde  
Blogger Carlos said...

...que se continue sempre a celebrar «os gritos libertos»...
e as «salivas» do amor.

11:14 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Oie lindinho! Desculpe minhas ausência... Estive tentando superar alguns problemas. Mas tenho tentado um retorno, pela saudade dos amigos.
Belo post! Assim se faz necessário. Temos que aprender a superar as nossas pequenas mortes ao longo da vida. A esperança que o amanhã, traga uma perspectiva melhor, nos faz continuar a luta.
Boa semana! Beijos

12:56 da tarde  
Blogger SAM said...

Vim deixar-lhe um abraço, amigo.


Ótima semana.

Beijos

5:51 da tarde  
Blogger SAM said...

Ótimo fim de semana, amigo.

Beijos

2:49 da tarde  
Blogger SAM said...

Ótimo fim de semana, amigo.

Beijos

2:49 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Estou sem palavras...
Parabéns por mais um belo Texto!

(*)

7:35 da manhã  
Blogger João C. Santos said...

belo texto...

Um abraço

3:29 da tarde  
Blogger Virgínia said...

Essa imagem me assustou!

2:32 da manhã  
Blogger a.m said...

não seremos nos todos pais e mães do futuro que se adivinha? mesmo assim preferimos chamar ás nossas decisões e consequências destas destino...

bj

1:37 da tarde  
Anonymous Olhos de Mel said...

Pois é meu amigo lindo! O renascimento que cada um de nós enfrentamos, ao longo de nossas vidas, depois das pequenas mortes emocionais...
Some não, viu?
Boa semana! beijos

1:50 da manhã  
Blogger Alessandra said...

e eu vendo a semente já dando frutos!

1:28 da tarde  
Blogger Eli said...

Estás, ainda, ausente de ti?

:P

8:29 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home