sexta-feira, outubro 26, 2007

ESTA CIDADE CHAMADA IGUALDADE, NUNCA UTOPIA



I

Ergue-se a tua voz, cidade.

Diz-me que a verdade não está na terra do nunca.


Pulsas por cá, sem que o teu betão seja surdo,

somente cimento, pálido no seu cinzento,

Não sendo tormento sem lugar à humanidade!

Nesta cidade

Estou, sem querer uma estada sem Ti, na ausência de todos.

Assim se construirá a nossa luta pela partilha, tecida nas malhas do consenso,

sem voltar nunca as costas ao desafio da fragilidade.

O lugar a todos torna-te cidade lar de cada um.


II

E se te consome o frio, quando assola, seja meu o cobertor do teu aconchego.

E se obedece à míngua o pão teu, que essa seja saciada pela metade do que levo à boca,

quase sempre em demasia.

E à falta de trabalho para Ti, que eu te abra uma porta, sem medo cego de que o teu sopro de felicidade seja vento gélido para o meu sucesso.

E que a dita tua deficiência seja razão para o profundo carinho da minha devoção.

Que as chagas da tua doença mirrem sob os auspícios do mais terno cuidado.

E que nesta cidade, venha o dia, nos dias todos,

Em que a tua mão estendida assim seja para apertar a minha,

nunca como súplica da vida que te foge!


III

Nesta cidade ergue-se ufana a vontade do arco-íris.

Pulsam, sem mácula, todos os tons, todas as nuances que o preenchem.

Nesta cidade é grande a vontade de jamais submergir ao triste domínio do preto e do branco.

Sem negritude mortal, numa ausência da palidez cínica, construímos um ninho sem fim.


E quando minha língua não entender a tua,

Erguemos o nosso entendimento na universalidade de um sorriso.


IV

Esta cidade chamada igualdade,

Nunca responderá ao chamamento da exclusão!




Ermesinde, 23 de Outubro de 2007

TEXTO OFICIAL DO ARRANQUE DO "ROAD SHOW"

IGUALDADE PARA TODOS, DA UNIÃO EUROPEIA,

ORGANIZADO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE VALONGO

©2007, joaquim amândio santos e negratinta editorial


photo by

©2007 PEDRO MOREIRA

37 Comments:

Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Joaquim

Um texto perfeito___________tocando com clareza no seu prepósito

Parabéns (de ti também não se espera outra coisa)

Beijo com carinho

3:37 da tarde  
Blogger Vitor Ribeiro said...

A minha alma enche-se de sentimentos ao ler este poema. Faz-me pensar na vida que nos rodeia cheia de alegrias e tristezas .
Adorei

Joaquim os meus parabéns

3:46 da tarde  
Blogger Nuno da Cunha Ferreira said...

Num mundo que Pulsa a Igualdade,
Onde todos somos iguais,
Mas uns mais iguais que outros!

Um mundo de cimento cinzento,
Colorido pela irreverência
Dos “tags” deixados pelos artistas
Na sua busca pela Paridade.


Abraço,

.:Nuno da Cunha Ferreira:.

3:56 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

As cidades marcam a sua obra, e a forma como vai aos guetos buscar almas renascidas na inspiração das suas palavras são uma constante.

Num plano de igualdade de oportunidades nasce a vontade de lutar por criar sorrisos entre as paredes cinzentas alicerçadas numa desmotivação crescente que se apodera dos infortunados.

É altura de fazer homenagem ao Homem que me desafiou e inspirou a criar o meu blog.

Foi no NegraTinta que encontrei a cidade luz é na NegraTinta que construo o primeiro lar. Porque há uma terra em que a Igualdade de Oportunidades é uma realidade, chama-se casulo do Dr. Amândio Santos...:)

4:17 da tarde  
Blogger SAM said...

A fraternidade é o ponto máximo na relação humana que a língua não representa as diferenças, já que o humano prevalece sobre todas elas. Texto belíssimo que desperta em quem o lê, emoções fraternas. Obrigada.


Ótimo fim de semana.

Beijo

11:33 da tarde  
Blogger mariazinha said...

muito, muito belo.
bela a imagem.
belas as palavras.
bela a ideia que está por trás delas.
belo o ideal.

beijo*

1:37 da manhã  
Anonymous Olhos de Mel said...

Meu amigo! Obrigada pela visita. Volte sim?
Nesses belos e tristes versos, percebe-se a simplicidade da vida. Entre alegrias e tristezas. Ela é assim; nos dá, mas também nos tira.
Infelizmente, nem o passar do tempo
nos faz acostumar.
Quem sabe os mistérios que ela encerra, é como um frenético marulhar.
Bom fim de semana!
Beijos

1:43 da manhã  
Blogger suruka said...

Meu ilustre Joaquim Amandio

Convenci-me que o blog negra tinta
tinha sido fechado.

Fiz confusão, peço desculpa.

Ora cá voltarei de quando em vez, para o ler.

Abraço

10:06 da manhã  
Blogger Entre linhas... said...

A simplicidad da vida aqui descrita
entre algumas tristezas e alegrias.
Bom Domingo
Bjs Zita

2:14 da tarde  
Blogger Daniela said...

uma cidade que nos abraça e nos explode, em que todos os cantos são lugares de nascimento de palavras que nos tornam humanos e nos fazem amar o simples facto de estarmos vivos.

9:32 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

"...que essa seja saciada pela metade do que levo à boca
quase sempre em demasia..."


Não creio se atinja nunca a saciedade na fome de poesia, quando essa fome é,como no meu caso, feita da ancestralidade de muitas vidas; por isso é tão bom vir até cá e "dar-lhe de comer"!

Bj

Maria Mamede

11:00 da manhã  
Blogger MIGUEL BARROSO aka Girassol said...

Guinda-se a vontade pungente de fazer mais, melhor. Em frente à escuridão tenebrosa, o exército sereno branco espera o sinal do Joaquim.
Releio a sua poesia enquanto desembaínho as minhas canetas.
Nós, poetas, somos experiências do mesmo adn, igualmente nada utópicos no polimento de graais.
A vida? a vida é o que queremos.
O Joaquim quer sempre.

Que continues.

1:08 da tarde  
Blogger Paula (Broken) said...

Um texto que não me deixa indiferente.

Uma causa justa que merece, sem dúvida alguma, as palavras que escreveram.

Bjos

1:21 da tarde  
Blogger Ana Luar said...

Um arrepio é o que se segue à leitura de tão belo poema.

Um abraço Joaquim... pelos momentos fabulásticos que aqui passo.

1:24 da tarde  
Blogger Metamorfose said...

Fantástico, a foto e o texto, como se descreve a vida de uma cidade cheia de vivências...alegrias e tristezas.

Beijo.

3:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sem utopia o homem tornar-se-ia ainda mais inferior a si próprio do que já está. Não fossem os utópicos de que valeria a vida nesta altura de absurda mudança sabe-se lá para quê?

Obrigada pela postagem. :)

paper life

4:22 da tarde  
Blogger carlos said...

As cidades são a luz que iluminam o espaço infinito.
Do céu brilham como estrelas.
Da terra são archotes vivos da própria humanidade.

9:21 da tarde  
Blogger serenidade said...

A cidade é o Todo e cada um de nós...
os aplausos já se ouviram, então se que suba novamente o pano e que eles se perpectuem, aqui, ali, seja lá onde for, tenho a certeza que continuarão.
A cidade nossa, a cidade é um corpo humano impestado de ausência de Amor por si, de medo da felicidade....

Serenos sorrisos

7:14 da tarde  
Blogger coisas&letras said...

Olá,

é por encontrar espaços tão bons que não me canso de procurar... encontrei... e gostei muito mesmo... que fui incapaz de me ficar apenas pela leitura do primeiro texto...

Dos melhores espaços que já vi e li...

Parabéns!

Beijo:
C&L

9:52 da tarde  
Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Gargalhadas aterradoras soam no ar, andam por ai bruxas a enfeitiçar
Bruxedos, encantos, magias…
Cuidado!!! Não se deixem apanhar!!!!
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
♥ HAPPY HALLOWEEN ♥
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

A Feiticeira do Fantasy
www.fotosdanadir.blogspot.com
--
O Feitiço do Just Feelings
www.ridanfeelings.blogspot.com

11:53 da tarde  
Blogger Nilson Barcelli said...

Parabéns pelo excelente momento de poesia.
A qualidade do que escreves é incontornável.
Abraço.

3:48 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Passei pra lhe ver e deixar beijinhos...

1:46 da manhã  
Blogger suruka said...

MAIS UMA VISITA.
Relendo
aproveito para deixar um abraço.

9:40 da manhã  
Blogger efeneto said...

...venho deste modo agradecer a sua visita ao meu "grito". Virei com o tempo e a atenção que este espaço merece, com amigos comuns vale a pena sempre voltar. Um abraço.

3:55 da tarde  
Blogger Franziska said...

No sé si habré entendido completamente el texto pues desconozco la lengua portuguesa. Sin embargo, lo entendido me ha parecido hermoso.

Gracias por tu visita a mi blog.

5:45 da tarde  
Blogger ~the girl with no name~ said...

poema Perfeito! :)

obrigada pela visita e comentário,é sempre bem-vindo!

8:45 da tarde  
Blogger mnemosyne said...

Sentir de perto a letra e a boca...como sempre cumpre-se o seu intento
Um beijo

4:33 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie Joaquim! Passei pra lhe ver, deixei beijinhos com votos de uma semana cheia de realizações!

9:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

para uma feliz semana de trabalho e para que o s. martinho nos possa trazer uma chuva que é 'tanto' precisa ....

beijo e abraço amigo

RPM

Na Palma da Mão


Não tenho vocação para a saudade
é o agora que amo
em cada gesto em cada cheiro
em cada cor em cada choro.
É o brilho das coisas
e a neblina
o claro e o escuro
da condensada noite,
e a fluidez da manhã
acordada sozinha.

É o mistério das coisas que contemplo
olhos para o futuro que trago comigo
desde que nasci.

Ângela Leite

12:49 da tarde  
Blogger RPM said...

Meu bom amigo!

Um texto com as palavras certas para quem lê.

Pena que, as igualdades, sejam apenas motivos de regozijo para as elites dirigentes....

Um abraço fraternal

RPM

3:23 da tarde  
Blogger Luli said...

Bellas palabras, y la imagen es preciosa precisamente ayer recibí un email con una fotografía ... Me llenaron de bellas imágenes y de recuerdos indelebles.

Hermoso escrito

Te abrazo

10:46 da tarde  
Blogger Claudia Perotti said...

Tuas letras provocaram-me emoção.
Adorei!

Beijinhossss

11:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

o teu jeito de escrever te traduz bem.
directo, surpreendente em alguns momentos mas sempre delicado.

o teu mar é o teu amar???

Paloma de Picasso

5:04 da tarde  
Blogger João Garcia Barreto said...

Caro Joaquim:

Igualdade para todos... Que a escrita não seja só utopia... Espero que seja a razão da mudança do Mundo...

11:43 da tarde  
Blogger Ruídos said...

Olá,
Obrigada pelo comentário deixado na nossa página (Ruídos- http://ruidosgrupodeartesdepalco.blogspot.com/).
Vejo que a sua página é pura arte e beleza da Vida!
Beijoca
Ana Caridade

9:08 da tarde  
Blogger Um Momento said...

E aqui estou eu ,deliciando-me com palavras e sentires,que tocam a alma e o coração
Os Meus sinceros Parabéns!

(*)

2:11 da tarde  
Anonymous Cláudia said...

Não pude deixar de comentar.

Da "espreitadela" que por aqui dei, este foi o texto que mais me agradou :)

Esta frase é muito, muito boa: "Erguemos o nosso entendimento na universalidade de um sorriso."; porque se tudo fosse assim, viveríamos num Mundo melhor.

Volto em breve,
Beijos

12:13 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home