sexta-feira, agosto 31, 2007

FADO


I.


reza a protecção nascida na unicidade do meu canto
que nunca o meu farto silêncio se tornará refém de um vazio parasita.

enquanto dedilho esta peça de metal cantante, penso em todos os uivos construtores

das partituras sedentas nos meus mundos que desafiaram a minha lua a falar do meu fado!


Na cadência musical das palavras, a voracidade do apetite.



II.

e quando almejámos o destino da sua seiva o sorriso vitorioso diz tudo da gula que presidiu ao nosso partir!



PHOTO BY NUNO GOMES

Etiquetas: , ,

34 Comments:

Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Chegou ao fim mais uma semana marcada pelo cansaço e pela ausência na net…
Sinto saudades dos espaços que normalmente visito e das pessoas
Hoje uma breve passagem apenas   

ღღ ¸..´para desejar¸..*´¨)*´¨)
  ¸.•´¸.•*´¨)um ღ ¸.•*¨)
  (¸.•´ ღღ (¸.•` ღღ Bom fim de Semana* ღღ
       ¸.•*¨)             
    (¸.•´ ღ (¸.•*´¨¨*Beijinhos*´¨¨*•.¸ღ .•*¨)

1:21 da manhã  
Blogger Obscuridade Translúcida said...

Nunca o teu silêncio se calará...

Anseio a volta da tua voz nas palavras escritas...

11:48 da manhã  
Blogger veldrane_sucubus said...

"Me distrair
Nos braços de um barqueiro sonso
Despencar na Paulo Afonso
No oceano me afogar
Perder os filhos
Em Fernando de Noronha
E voltar morta de vergonha
Pro sertão de Quixadá"

me lembrei dela... =D

10:30 da tarde  
Blogger mariazinha said...

ser refém nunca é bom, seja do que for...
beijo

1:40 da tarde  
Anonymous Rosa Maria said...

As frases que deixas são sempre o desencadear de pensamentos diversos...
Fica um beijo

9:48 da tarde  
Blogger Lusitana Presença said...

Uma viagem é como uma nova Primavera.
Boas férias.

5:39 da tarde  
Blogger Moinante said...

" ...Suave toque de seda preciosa
Cobertura fina e lustrosa ..."

Até sempre ...

10:49 da tarde  
Blogger serenidade said...

Pois que voz do silêncio perdure na volta ao "mundo".
é no silêncio que estamos na melhor companhia:)

Serenos sorrisos

9:24 da manhã  
Blogger Daniel said...

Mesmo o nosso silêncio tem valor para quem o entender ouvir. =)

5:43 da tarde  
Blogger livejey said...

breves mas profundas palavras, libertando o grito do silencio, rebentando o mundo monotono...

11:58 da tarde  
Blogger isabel mendes ferreira said...

Bom salto.



bom regresso.


ao mar. daqui.



beijo.

8:21 da manhã  
Blogger Artur Moura Queirós said...

Quando se come o silêncio desmedidamente, as palavras partem mudas e chegam cantadas...:)

4:05 da tarde  
Blogger ~*Vica*~ said...

Que lindo, amigo!! Beijos.

11:30 da tarde  
Blogger MIGUEL BARROSO aka Girassol said...

muito bom, musical e nada "saudosista", pouco fadista o teu poema, não será um hino à alegria?

bebe-se na lágrima das mesas a entoação rouca e brilhante das palavras numa cadência única a vadiagem do sentir

3:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

sempre q leio o q escreves sinto uma paz dentro de mim.
nao sei bem explicar mas fica-nos no sangue!

G.

5:20 da tarde  
Blogger RPM said...

Amigo Joaquim.....

hoje não comentarei o teu poema pk estou com uma enorme saudade do mar....

estou aqui no Continente a trabalhar, propriamente na escola secundária da lousã.....e hoje o mar está em déficit no meu coração. e a foto que acompanha o teu poema é uma estrela do mar....

coincidências...

abraço grande Joaquim

RPM

2:56 da tarde  
Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Continuo em recuperação da cirurgia que sofri, mas mais calma agora que regressei a casa após ter estado 2 semanas ausente.
Ainda me encontro um pouco atordoada, mas aos poucos vou regressando, hoje ao retornar ainda me fogem as palavras… por isso desejo apenas um bom fim de semana
••. ¸.♥ Beijos ♥ ¸.• ♥≈Nღdir≈♥

6:08 da tarde  
Blogger SAM said...

Que seu silêncio jamais seja refém de um vazio parasita...e que continues a dedilhar belos poemas, belos textos.

Beijo

9:10 da tarde  
Blogger SAM said...

Que seu silêncio jamais seja refém de um vazio parasita...e que continues a dedilhar belos poemas, belos textos.

Beijo

9:10 da tarde  
Blogger Nilson Barcelli said...

Há fados assim...
Excelente poema, bem temperado com metáforas poéticas muito imaginativas.
Abraço.

11:29 da tarde  
Blogger João Garcia Barreto said...

E a boa escrita perdura...

2:00 da manhã  
Blogger suruka said...

Deixar ao som dum fado imaginário
um ABRAÇO.

4:40 da tarde  
Blogger Whispers in night said...

Um sorriso pode esconder uma lagrima que tenta em cair, um sorriso pode dizer aquilo que o coracao quer calar.
O silencio e o momento em que temos para nos encontrar, pelo que vi aqui nao es homem de silencio
gostei voltarei de certeza
beijos mil de alem mar
Whispers

7:19 da tarde  
Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

O corpo que o tempo dá… em tempo ao pó regressará… em silêncio...
Bjx

10:09 da tarde  
Blogger Freyja said...

los poetas logran siempre llenar el mundo de versos
y tu amigo siempre lo haces, me alegra saber de ti
mil gracias por tus saludos y tu compañia
muchos cariños y que estes muy bien
besitos


besos y sueños

1:10 da manhã  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Joaquim

___________com pedaços de lua______se faz um fado________com murmurios de mar se agita uma guitarra________se dança. vive ou canta__________é no sangue que a sua força se alevanta

Beijo com carinho

3:24 da tarde  
Blogger impulsos said...

Há silêncios que gritam mais alto do que a própria vontade de os calar...

Beijo

4:12 da tarde  
Blogger Whispers in night said...

Ola!
vinha te ler, esta tudo na mesma..
Entao te deixo mil beijos e desejo de um fim de semana maravilhoso
Whispers

3:59 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

Não achas que já é tempo de colocar aqui mais poesia?
Bfs, abraço.

11:28 da tarde  
Blogger SAM said...

Ótimo fim de semana!


Beijo

5:30 da manhã  
Blogger Lusitana Presença said...

Será esse fado coincidência ou destino?
Mesmo assim arriscaria dizer que esse fado é profundamente humano.

12:20 da tarde  
Blogger artista, de artes ou coisas said...

... e como tudo quero, sem momento nada ansiar, fico mudo e reclamo, com a mesa que é de morte, com o cigarro que vou fumar. Pouso a caneta e fecho o livro... o vício busca-me, e eu o encontro...

10:46 da tarde  
Blogger Um Momento said...

E eu em siêncio "escuto"
partilhando o sorriso ...aqui

Beijo agradecido por tão belos momentos

(*)

2:18 da tarde  
Blogger Palas Atena said...

o fado qdo cantado por vc não tme nada de triste. lembra mais um canto que vem do fundo da alma....
bjssssssssssssssssssss

9:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home