terça-feira, novembro 27, 2007

FIRMAMENTO



cada uma das minhas raízes produziu as ganas benditas que presidem ao rito da sedução.
os meus ramos erguem a vontade da minha pujança, com rumo traçado ao teu infinito: seiva condutora por onde brota incessante um sedento suspiro meu.


é o meu desejo a caminho de saborear o teu céu, numa catadupa perseguidora de todas as tuas pepitas aladas cintilantes.
não olvides o que te peço, quando te sussurro o quanto adoro seres o casulo das minhas estrelas.


Castelo Branco
©2007 joaquim amândio santos e editorial negratinta
photo by
VÍTOR RIBEIRO

Etiquetas: , ,

34 Comments:

Blogger Artur Moura Queirós said...

Das raízes às estrelas, nunca ficará esquecido o trilho da sedução...:)

6:22 da tarde  
Blogger mariazinha said...

Ser casulo de estrelas deve ser bom... :)
Belo.
Beijo*

1:15 da manhã  
Blogger coisas&letras said...

Mundos que se completam...e uma vez tranportados para as letras deliciam quem lê e abrem o apetite à imaginação...

beijo:
C&L
:)

1:52 da manhã  
Blogger luis said...

Divagando no silêncio da noite..., pelo ruido das estrelas,... a estalar no vidro que por de traz se encontrava..., a recordar as raizes da nossa amizade.

2:50 da manhã  
Blogger * hemisfério norte said...

lindo!

obgpela visita :)

"...e o Porto aqui tão perto"

ehehhe
bj
a.

3:26 da manhã  
Blogger Nuno da Cunha Ferreira said...

Um fruto que teve que ser amadurecido pelas amarras do tempo…

Quanto mais o releio maior os seu encanto!

Abraço ;)

11:18 da manhã  
Blogger ~the girl with no name~ said...

LINDO... LINDO... LINDO!

as minhas palavras seduzem? se as minhas seduzem, estas conquistam totalmente...

pode ensinar-me como faço para, quando abrir o meu blog, a imagem aparecer como aparece esta, como que escurecendo? :)

2:12 da tarde  
Anonymous Arte de Amar said...

ja n passava por aqui a algum tempo, continua genuino, as palavras penetrantes...iguais a si mesmas.

Vem.
Ocupa com teu corpo esse abrigo que te chama.
Volta a ser minha morada,
teu abrigo
Faz de mim tua caverna,
teu porto seguro.
Faz do meu corpo teu ninho.

Kiss na boxexa
Arte de Amar www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

2:29 da tarde  
Blogger Claudia Perotti said...

Um casulo cintilante esse que nos encanta!

Beijinhossss

9:02 da tarde  
Blogger R Lima said...

Primeira vez e muito encanto..

Não ouvir o pedido nosso.. é surdo estar a dor alheia..

Isso é forte com certeza.

Parabéns!!!



Texto de hoje: sEnsAçõEs...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

11:55 da tarde  
Anonymous Margarete said...

gxd
Trepei pelo tronco da árvore da vida, cada vez mais alto, para os loucos nem o céu é o limite. Ultrapassei as histórias disformes e traiçoeiras do passado, sacudi o pó da verdade que já me fazia alergia na pele. Parei para descansar um só momento... sentei-me num ramo, balancei-o enquanto observava a selva que me envolvia... segui, às costas trazia o que sou, as mãos suadas pelo calor da alma, os pés feridos, os olhos enlagrimados.
Os pássaros esvoaçavam em meu redor, penas de todas as cores, lindos como só eu sei, atrás de si deixavam um pózinho aveludado, tranquilizante.
O meu cabelo esvoaçava com a brisa...
Subi, subi, subi, tinha fome, tinha medo, tinha tudo e não tinha nada, só esta constante e verdadeira subida aos cumes da minha alma, na árvore da minha vida!

Lembrei-me deste texto ao ler-te... lembrei-me de ti.
Saudade.
Recordei o teu rosto e o teu olhar na luz do firmamento.

1:00 da manhã  
Blogger Vitor Ribeiro said...

É com uma alegria muito grande que vejo o meu trabalho adoptado por este tão fascinante artista que ainda dá uma colorido maior á fotografia com as suas palavras.
Obrigado amigo Joaquim.

9:23 da manhã  
Blogger Tudo ou nada ... said...

Lindo texto.
Apareci por aki através do blog do R Lima.
Abração

11:59 da manhã  
Blogger imago♠ said...

segundo osho.. as árvores são os anseios da terra em transcender as estrelas !!!

2:32 da tarde  
Blogger Fernando Pinto said...

A sua escrita apela à imaginação, à reflexão...

Abraço

6:13 da tarde  
Blogger Claudia Perotti said...

Tem desafio para você no Cor de dentro.

Beijinhossss

7:31 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querido Joaquim




___________o prazer







da palavra






_________sentida







como barro




moldado




_________que respira




na pele




de quem




__________o trabalha___...





beijO c/ carinhO

11:16 da tarde  
Blogger SAM said...

Belíssima transcrição poética da força que alimenta e conduz ao amor.

Beijos

11:40 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Hum... que belo e pulsante! Adorei!
Beijos

4:38 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Joaquim Amândio,

Ler-te é um prazer!

Podemos, sim, conversar por e-mail - inclusive para trocarmos nossos livros.


Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

Abrços, flores, estrelas..

http://mude.blogspot.com

12:44 da tarde  
Blogger São said...

"Casulo de estrelas" é uma imagem bonita.
Bom fim de semana.

1:39 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Gostei do texto.
É suficientemente amplo em ideias, para fazer saltar a nossa imaginação.
Bom fim de semana

2:24 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

"não olvides o que te peço, quando te sussurro o quanto adoro seres o casulo das minhas estrelas."

Que lindo o teu texto...

Obrigada pela visita ao Detalhes... Volta sempre, por favor...

Bjs.

8:25 da tarde  
Blogger Daniel said...

Que as estrelas saiam dos seus casulos para iluminarem, como devem, os teus textos.

Parabéns e um abraço

3:33 da tarde  
Blogger GarçaReal said...

Belo e enebriante este texto

Saliento

Seiva condutora por onde brota incessante um sedento suspiro meu

Esta seiva circulante em que palpitam os quereres...

bjgrande

4:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

de quando em quando as nossas letras alcançam novos olhos, que nos trazem a novas letras encantando novos corações.

gostei,

te beijo

Taís Morais

7:40 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Das raízes fincadas em solo fértil, nascem brotos cujas ramas se estendem ao céu...

Um beijo

9:37 da tarde  
Anonymous Sweetritinha said...

"quando te sussurro o quanto adoro seres o casulo das minhas estrelas." transporta-me para longos pensamentos...Não sei se um simples gostei muito chega pra definir,é usual utiliza-lo mas quando utilizo é sincero...obrigada por me dar a honra de apreciar e comentar este poema...farei inúmeras visitas de agora em diante se me permitir... =D

12:21 da manhã  
Blogger Palas Atena said...

Amandio, é difícil saber o que é mais encantador: vc ou os seus poemas? Dúvida...
Falas de busca, de transformação e de sedução. Temas sempre atuais. É sempre um prazer ler e comentar o que vc escreve.
bjsssssssssssssssssssssss

12:19 da manhã  
Blogger Luli said...

JOAQUIM: Por favor necesito tu voz en mi blog, al igual la de todos tus Amigos.

Gracias

2:02 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Oie meu amigo lindo! Passei pra lhe ver e desejar uma semana maravilhosa!
Beijos

5:48 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Belas as palavras enraizadas aqui... por ti

Beijo de noite serena
(*)

7:14 da tarde  
Anonymous Teich said...

Todos somos seiva, todos somos ar, todos somos tinta... um voto pela protecção das árvores onde crescem os sentimentos...
Abraço com amizade
Pedro Teich...

3:45 da tarde  
Blogger oceanus said...

Como as palavras são belas...

Um magnífico momento de partilha.

Agradeço as tuas palavras do fundo do Oceanus

11:29 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home