sexta-feira, maio 30, 2008

GRITO

emptiness_____by_mehmeturgut

oferto-vos o meu sedoso silêncio.


ergue-se sem laivos ocos de desistência, gritando como é imensa a sua protecção alada contra a gangrena do vazio.

33 Comments:

Blogger mariazinha said...

silêncio ofertado desse modo é para ser respeitado.

até porque há silêncios que muito dizem. :)

beijo*

11:27 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

já senti o que descreve, intenso.
tem o dom da palavra!

beijo =)
alexandra

4:25 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Meu querido, só um homem com a sua integridade e sinceridade tem a capacidade não de escrever mas de descrever os sentimentos humanos tão complexos, com tanto louvor e sentimento. Por isso me orgulho de ter um amigo, que é também um ser humano maravilhoso e um grande homem.
Beijo meu querido de sua amiga Dalila Gomes

4:29 da tarde  
Blogger Catarina Alves said...

O pior grito, é aquele que é dado em silêncio...

Bjs

8:11 da tarde  
Blogger fgiucich said...

Cuán necesaria es la resistencia del silencio. Abrazos.

1:34 da tarde  
Blogger João Garcia Barreto said...

Continuação de boa escrita

1:46 da tarde  
Blogger Mia said...

o tanto que se diz em silêncio...

beijo

1:59 da tarde  
Blogger Carlos said...

realmente o vazio , é um cancro que corrói e mutila a nossa existência....talvez no silêncio, o antídoto, percorra as veias espessas do sofrimento...em libertação.

9:35 da tarde  
Blogger Um Momento said...

E em silêncio... ouvi o teu grito...

(*)

12:14 da tarde  
Blogger alejandrapiam said...

que buena imagen esa, la gangrena del vacío!
un abrazo por eso

2:15 da manhã  
Blogger Irene said...

um vazio preenchido de silêncios tem mais significado do que palavras vãs...

5:23 da tarde  
Blogger Jorge Cardoso said...

nesse silêncio chamuscos de suave fumo na cura do vazio...

no grito do amor curou-se a gangrena do nada...

excelente!!!

11:38 da manhã  
Blogger (Un)Hapiness said...

espero nunca gritar no vazio. espero ter alguém que ouça pelo menos o eco da minha dor...

kiss

12:34 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

Um silêncio sempre pleno de intensidade e substrato...

Umas vezes gélido outras tórrido, mas nunca ameno, porque é nos limites que se sente a vida...:)

6:13 da tarde  
Blogger SAM said...

No sedoso silêncio respeitoso que ofertas, percebo o grito contido que explode no oco, no vazio. Mas sua escrita é oxigênio e proteção.


Grande beijo

3:47 da tarde  
Blogger Moon T said...

nao me conseguindo remeter ao silencio, mas sem palavras para descrever...
lindo

obrigado

11:50 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie lindinho! Esse silêncio, esse vazio, existe coisa pior?
Boa semana! Beijos

11:53 da manhã  
Blogger Helder Ribau said...

fabuloso

2:24 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Em forma de pensamento. Muito bem conseguido.
Um abraço

1:23 da manhã  
Blogger SAM said...

Ótimo fim de semana, amigo!

Beijos

1:12 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Oie lindinho! Existe coisa pior que a dor do vazio? Intenso seu post!
Bom fim de semana! Beijos

2:21 da tarde  
Blogger Arco-íris said...

O silêncio fala por si...forte...intenso e sentido...
bjs

7:13 da tarde  
Anonymous Olhos de Mel said...

Oie meu amigo lindo! Passei para lhe ver e desejar um bom fim de semana! Beijos

6:00 da tarde  
Blogger SAM said...

Gosto de tudo aqui..Até mesmo do nome do blog rsrs.

Ótimo fim de semana, amigo!

Beijo

3:35 da manhã  
Blogger Ana P. said...

Voltei no PROTEGE_ME com um pedido de ajuda.
Bjs

12:56 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Oie lindo! Dê notícias, viu? Seu sumiço preocupa. Beijos

8:36 da tarde  
Blogger Eli said...

Encontrei um silêncio esfumaçado...

:)

2:27 da manhã  
Blogger (Un)Hapiness said...

o silêncio tem fim?

kiss

3:57 da tarde  
Blogger RESSACA said...

Quem conhece a sua ignorância revela a mais profunda sapiência. Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão.

3:04 da tarde  
Blogger SAM said...

Saudades!

Beijos

3:35 da manhã  
Blogger NAELA said...

Simplesmente profundo!
Saio em silêncio...
Beijo doce

3:17 da tarde  
Blogger Beatriz Hierro Lopes said...

Boa noite, Dr!

Parabéns pelos seus excelentes poemas, é sempre um prazer lê-los e relê-los!
O silêncio é a voz em potência. E o seu grito é absolutamente divinal.

Um abraço,
Beatriz

2:03 da manhã  
Blogger Ana Rita said...

Muitas vezes o Silêncio também grita,
Um desumano Grito que mergulha em nós,
Que nos livra de frustações e dores,
Um parecer ferido,
Que os outros não podem escutar,
Só Nós!

Questionando cruelmente...
“Que fiz eu para me invadires e possuires?”

*

7:24 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home