terça-feira, junho 20, 2006

NÃO DESTE MUNDO


I

viajamos
sempre que ousámos
sorver o sabor de um céu,
sonhando um pleno azul
onde namorem estrelas cintilantes.

somos a génese de um cometa
sem rota obrigatória,
sem dia nem hora de agenda,
que lhe negue o doce sabor
do caminho aleatório,
sem as grilhetas do que nos sujeita,
sem nada mais do que o que somos.
sem obrigação,
já não deste mundo.

também não partimos
de lado nenhum
para outro nenhum lado,
sem que a bússola ouse
renegar a ordem do norte
em prol dos trilhos da vontade.


II

no preciso pedaço de tempo

que sucedeu à tua ida,
em mim já não me resto.
sou como estou
estás onde és.

és no estado de graça
que me suaviza o rosto
inexistente fora do meu sonho.
dá-me gáudio

tecer as linhas que contornam o teu sorriso.

olho bem para lá do momento
onde se cansam os meus globos oculares.
mesmo quando se rendem,
sigo forte pelo caminho.
lá longe,
onde venço a distância,
repouso a minha vontade.

quando deposito ternamente
o meu joelho no teu chão
cumpro o ritual genuflexo
da devoção que te ostento.


III

na cauda do cometa
escrevo as partículas do meu dia,
na minha manhã,
antes que as horas se tornem parteiras
do ocaso da vontade matinal,
rendidas ao meio-dia.

hora cósmica
onde anoitece o meu sossego.

71 Comments:

Blogger Dalila said...

Já não te lia há tanto tempo, estava a precisar. Obrigada.

1:26 da tarde  
Blogger RPM said...

Olá amigo Joaquim Santos.....

um poema muito interessante.

Bons olhos leram o poema que há muito aqui, neste blogue, faltava...

um abraço grande de amizade

RPM

3:29 da tarde  
Blogger Maresi@ said...

Finalmente!!!!!!!!!! Se soubesse as vezes que aqui tenho vindo à procura de algo novo? Mas valeu a pena...
Lindo esse seu escrito...profundo

Bom ... voltar a "senti lo"...

3:32 da tarde  
Blogger alice said...

querido amândio,

que palavra contém a pureza?

qual é o dicionário que a esconde?

como hei-de encontrá-la para ti?

obrigada pela tua visita e um grande beijinho

(recebeste a minha sms no feriado?)

alice

3:39 da tarde  
Blogger Mia said...

querido, querido poeta

vamos procurar estrelas?

beijinho

6:29 da tarde  
Blogger Miguel Peixoto said...

Sem nunca cansar...
A pena que nos define.

10:13 da tarde  
Blogger alejandrapiam said...

Oi querido Amandio:
qué lindo poema!
Voçe é demais!
un beso

1:23 da manhã  
Blogger Ana P. said...

Sim senhor. Muito bem....

Gostei bastante,

11:13 da manhã  
Blogger ~*Vica*~ said...

Lindo poema, que bom que estás de volta!!

3:25 da tarde  
Blogger Moni said...

Lindo demais...
Fiquei sem palavras...
Reli umas três vezes.
Bom te ver no mundo virtual de novo...
Bjinhos

9:38 da tarde  
Blogger falcão e cunha said...

O erótico desafia-te constantemente
Ousa.Ousa.Ousa.

10:23 da tarde  
Anonymous claudia said...

no preciso pedaço de tempo
que sucedeu à tua ida,
em mim já não me resto.
sou como estou
estás onde és.

eu creio ser o verso mais precioso que li ultimamente... obrigada. beijos pra vc.

11:33 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sou eu de novo, aquela que entrou aqui por acaso e continua sem saber como sair...Fiquei te lendo e relendo e sentindo suas palavras cada vez mais, até que me deu medo de ler de novo e resolvi parar um pouco.Por que estou me sentindo assim?

3:42 da tarde  
Blogger Peter said...

Destaco, em especial:

"no preciso pedaço de tempo
que sucedeu à tua ida,
em mim já não me resto"

e o final:

"hora cósmica
onde anoitece o meu sossego"

4:31 da tarde  
Blogger Luna said...

Amandio, consegues me arrepiar com a força a profundidade das tuas palavras, já tinha saudades de te ler
beijos

10:00 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Isto... ultimamente... anda tudo cósmico... é do solstício! ;)

12:43 da manhã  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Curti o «feito de transição»... Qual é o truque? :)=

12:44 da manhã  
Blogger GNM said...

É um belíssimo poema.
Dá mesmo vontade de ler e reler vezes
sem conta...

Um excelente fim de semana!

12:01 da tarde  
Blogger Luci said...

Lindo o teu poema!!!
Obrigada pela visita na minha humilde casa e pelo comentário que me deixaste!
Bom final de semana!!
Beijocas

4:08 da tarde  
Blogger eyrenne said...

Bellisimo poema, querido Joaquim.

Suas letras extraem estrelas em um céu imaginário e mostram-nos um horizonte novo.

Beijos!

:>

9:38 da tarde  
Blogger Nelita said...

lindoooooooooooooo
ja nao passava por aqui à algum tempo...
é smepre bom voltar a ler-te !!!
beijo (repartam)

9:45 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

nao vinha aqui há algum tempo.Mas ffoi bom voltar.
1 bjo e bfs

9:55 da tarde  
Blogger Silêncios said...

Que bom encontrar algo novo para me deleitar e sorrir...

4:16 da tarde  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

o som da beleza no silêncio das palavras...

Beijo e bom domingo

11:24 da tarde  
Blogger Sofia said...

agora que te foste embora que partiste definitiva como o sol poente resta-me no vento um murmúrio triste na boca um gosto amargo que demora e o sofá vazio ali na minha frente o cão estranhará a tua ausência olhará a porta numa prece queixo nas patas um ar de inocência dois dias ou três e logo esquece nunca teve cabeça para datas e vai pensar em ti no máximo um mês é bem possível que volte a fumar mas tudo o mais continuará igual e se a vida correr bem e me lembrar vou oferecer-te flores lá pelo natal a menos que tu queiras chocolates - mas como raios vou saber o que preferes se nunca entendi nada de mulheres e não suporto ouvir mais disparates? o dia por nascer a noite já está morta o cão e eu os dois olhando a porta (J. M. Restivo Braz)

11:56 da manhã  
Anonymous Daniela Mann said...

No amar-ela há uma surpresa para si!

7:26 da tarde  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

Beijos e boa semana.

11:09 da manhã  
Blogger Ruby Sackville-Baggins said...

:) obrigada pelo teu comentário, volta sempre. Vou ler... humm :D

**

2:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hola Amândio:

Me ha llegado tu libro , me ha dado mucho gusto leerte y tener tus letras entre mis manos me da la sensación de poder tocarte, es curioso como de esta manera se acortan las distancias y pareciera no nos separase un inmenso oceano.

Gracias de todo corazón por este lindo regalo que me has dado y me conmueve de verdad porque tienes una gran sensibilidad, eres una hombre excepcional.

Te envio muchos besos desde mi querido México hasta tu hermosa tierra de Portugal.

Lupita

11:40 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

obrigada....


mesmo.



beijo cósmico....:)

3:33 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

obrigada....


mesmo.



beijo cósmico....:)

3:34 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

Alma sossegada a que aceita a irreverência da vontade, a incerteza de uma viagem que vale por si só, a serenidade do diário que não renega a existência de um pôr de sol a cada 24 horas...:)

3:58 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

Vir e saber que sempre encontro o extase.

Vanda

5:56 da tarde  
Blogger Oceanida said...

Muchas gracias.
Escribes bellisimo.
Un abrazo de mar.

2:37 da manhã  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Saudade de você meu querido..
Palavras que tem efeito de lavar a alma, faz um bem enorme ler você.
linda semana,
beijosssssssssss

2:45 da manhã  
Blogger Licínia Quitério said...

Muito obrigada pelo bonito poema que deixaste na minha caixa.
Beijinho.
Licínia

1:55 da tarde  
Blogger O Micróbio II said...

Brilhante... como "a cauda de um cometa"... :-)

2:03 da tarde  
Blogger alejandrapiam said...

Querido Amandio:
te escribí un post, pero tengo la duda si lo escribí en el lugar correcto, o no lo publiqué.
Si no, aqui va de nuevo la dirección de mi trabajo:
Alejandra Muñoz Vila
Carlos Silva Vildósola, 9323, L 105
La Reina
Santiago
Chile
y muchas gracias, el honor es mio!

6:57 da tarde  
Blogger XannaX said...

volteamos, rodopiamos e envolvemo-nos no éter, por vezes sem sentido numa procura sem objectivo e... por vezes detemo-nos em espaços de encontro que nos encantam, que nos fazem parar e deleitar...
Este foi um acaso feliz.

9:53 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Fermoso, Amândio, moi fermoso....
Coguei no meu blog o teu poema Cristal, pedironme que o traducira o castellano, e deixei a traducción no comentario do propio post.
Moitos bicos, moito obrigada...


Guadalupe

2:33 da tarde  
Blogger aprendiz de viajante said...

Fazes magia com as palavras...

Gostei, muito...

Um abraço

3:29 da tarde  
Blogger aprendiz de viajante said...

Ilustrei as tuas palavras com uma foto muito especial para mim!

Quando puderes, passa no meu blog!

Um abraço atlântico e muito obrigada!

4:05 da tarde  
Anonymous collybry said...

Sim somos viajantes neste plano...
Belo Poema o teu com este tema...
Agradeço a Tua visita no meu olharindiscreto...
Te deixo meu esvoaçar...
Cõllybry

5:25 da tarde  
Blogger Poesia Portuguesa said...

Talvez por anomalia no meu PC que felizmente está sancionada, não tenho conseguido comentar muitos Blog's, onde este estava incluído. Mas tenho tido o privilégio de te ler e "consumir" interiormente a tua bela poesia...
Grata pela partilha que nos inunda a alma.
Um abraço ;)

9:06 da manhã  
Blogger Inês Diana said...

Sonhar o azul céu
E ousar viajar
Viajar…

Gostei das tuas palavras, Joaquim, volto para te ler!
Obrigado pela visita :)

1:24 da manhã  
Blogger RPM said...

Viva Portugal....

um abraço de amizade desde as Ilhas de Bruma, Joaquim,

RPM

1:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

tudo depende das horas em que nos lemos :) não sei bem se é violação de privacidade, mas se o endereço está no blog não deve ser... como também não tenho nenhum registo para fazer um comentário que já algum tempo gostaria de passar e não consigo tb penso que não me irás levar a mal pelo facto de enviar um email, ficas com o registo do meu email se eventualmente me quiseres processar ;) ou fazer uma critica ao que digo tens sempre uma maneira de te pronunciares mas acho que já chega de palavras soltas e desculpas para uma eventual desordem, afinal o que eu queria mesmo é tão simples que nem precisava de todas estas cerimónias mas pronto é de mim mesma este aconchego que me saí devagarinho para não ferir susceptibilidades acredito que quem tem o teu talento e a leveza de levar as palavras onde se quer parece.me que assim sem dar por isso, deve ter uma felicidade constante, por tudo o que li até hoje e pelo conhecimento uma continuação sincera de um seguimento fantástico deste teu blog!
beijo rita

12:04 da tarde  
Blogger MARTA said...

Que poema lindo! Gostei muito, principalmente da parte final!
Obrigada pela visita ao meu blog e pelo poema que lá deixou.
Nem tudo nos corre como nós queremos!
Mais uma vez obrigada e espero sinceramente que volte.
Um abraço
Marta

1:48 da tarde  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Linda seja sua semana meu querido amigo,sorvendo sabor do céu, conquistando o sossego.
beijossssssssss

4:02 da tarde  
Blogger Nilson Barcelli said...

A tua poesia tem a solidez assente numa estrutura madura, bem delineada.
És um poeta adulto. Parabéns.
Um abraço.

5:10 da tarde  
Blogger Rosalina said...

no fim, a partilha ("POR VÓS, PARTILHO-ME!"). depois a bruma que traz um "perfeito desconhecido" ("NEVOEIRO")...agora "NÃO DESTE MUNDO", e, no entanto estes: "dá-me gáudio / tecer as linhas que contornam o teu sorriso" têm de ser deste mundo. sentem-se demasiado.

5:13 da tarde  
Blogger alice said...

querido amândio,

as minhas visitas são diárias, mas hoje impus-me escrever da minha gratidão pelas suas palavras no meu blog, tem sido deveras atencioso e mostrado um grande carinho pelas minhas palavras, o que não tem preço, obrigada

espero voltar a lê-lo aqui em breve

um grande beijinho,

bem haja

alice

6:16 da tarde  
Anonymous Leslie Holanda said...

Joaquim Santos,
Estou aqui viajando, percorrendo cada canto de teu universo: belo, profundo.
Beijos

10:47 da tarde  
Blogger miosotis said...

Sei q escreves mt bem, já vim ler mtos dos teus poemas com imensa admiração, sempre!

Mas este, tocou-me a alma!
Sentires de grande profundidade, numa perfeita alquimia entre sons semânticos e paisagens interiores!

Ñ sei como ñ publicas seriamente!?! Recusas-te?!

uma flor em tons de azul, te deixo, pelos v.v. lindos e doces q poisaste em meu espaço...

2:24 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

fiquei surpresa pela resposta, porque sinceramente achei que pessoas assim não respondem a todos os emails que recebem a fazer um elogio, mas agradeço
imenso o tempo e a consideração e sim, como me adicionas-te e eu a ti pode ser que brevemente nos encontremos para trocar uns segredos e umas letras, o
meu horário é um bocadinho complicado, só mesmo á noite é que tenho uma folga para conversar com os amigos, mas a noite é mesmo mais a minha alma :)
beijo

Rita

2:15 da tarde  
Anonymous collybry said...

Passei e deixo meu esvoaçar...
Cõllybry

9:13 da tarde  
Blogger Luna said...

venho deixar-te um beijo

10:50 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

Só para lhe deixar um beijo.

Vanda

9:52 da manhã  
Blogger pequenina said...

Passei pelo teu cantinho para agradecer as tuas profundas palavras e perdi-me por aqui...
Beijinhos

12:25 da tarde  
Blogger Patty said...

Vil agradecer a gentil visita, só não sabia em q blog retribuir. Um beijinho e tudo de bom

2:01 da tarde  
Blogger Cris said...

Dos poemas que mais me deliciou ultimamente. Escreves muito, muito bem. Os meus parabéns.
Um beijo

4:41 da tarde  
Blogger Eli said...

Lá me perdi eu aqui e a pensar que lia só na digonal... está bem, está!

Parabéns à escrita, JAS!

E... quanto aos comentários no meu espaço, sinto que não os mereço, mas agradeço.

:)

9:05 da tarde  
Blogger RPM said...

Amigo Joaquim!

iquei muito sensibilizado com o que me deixaste no meu cantinho....

vou transmitir aos meus amigos, leitores dos poemas que eu selecciono todos os dias....

Mais uma vez..muito bem-haja!

abraço grande de muita amizade

RPM

9:29 da tarde  
Blogger RPM said...

Amigo Joaquim!

iquei muito sensibilizado com o que me deixaste no meu cantinho....

vou transmitir aos meus amigos, leitores dos poemas que eu selecciono todos os dias....

Mais uma vez..muito bem-haja!

abraço grande de muita amizade

RPM

9:30 da tarde  
Blogger Alexandra said...

Cheguei aqui pela "mão de RPM" e deliciei-me!

Escreve lindamente. Parabéns!

Tudo de Bom!

Alexandra

12:25 da manhã  
Blogger Marco Magalhães said...

Olá Joaquim.

Obrigado pelo teu comentário, o teu poema é muito inspirador.
Adorei.

12:51 da manhã  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

bom fim de semana
bj

11:11 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

Tenho a certeza que para o "Jemal" seria um prazer conhecer a Rodas :)) quem sabe...jantarem juntos...pena ele habitar as terras longinquas de África :))

Bom fim de semana, um beijinho

Van

2:29 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ola Sr. Dr.

Sei que não me conhece, mas adoro o seu Blog e temos amigos comuns. Enchi-me de coragem e resolvi tentar conhecer o tão famoso Amandio Santos.

Será que tem tempo?


Um beijo,

Julia Mar

3:39 da tarde  
Blogger falcão e cunha said...

A energia cósmica existe porque posso senti-la nas tuas palavras. Reconheço o teu espirito leve e livre nesta prosa transcendental.

3:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Percorri os passos deixados pelas tuas palavras e encontrei um abrigo, onde me posso encontrar.

ESCREVE, nada mas tenho a dizer...

1:02 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home