sexta-feira, março 17, 2006

PLEITO


mais do que serem fruto salgado
de um lamento,
o que deve encher as lágrimas
é o desejo.
que percorram os sulcos do corpo
até desaguarem nos lábios.
perfeita seiva,
fluxo deliciosamente selvagem.

não me importa

que caminhos terá trilhado
o anterior destino que presidiu
à tua dor.
assumo a plena vontade
de saber para onde mandas
o teu destino

e se por lá
me levas sempre contigo.

34 Comments:

Blogger Artur Moura Queirós said...

Caminhar sobre o passado, até ganhar o lanço suficiente para saltar para um futuro, traçado pelo presente...:)

2:51 da tarde  
Blogger lonely star said...

É um medo que tenho não ter estado no passado de muitos que amo da maneira como gostaria... ou como esperava ter feito. Esse poema eu vou copiar pra mais de uma pessoa por causa disso, rs

beijo!

3:34 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Depois de ter lido alguns dos teus poemas, não sei dizer mais nada!! Agradeço as tuas palavras nas minhas romãs! Obrigada. Beijos.

5:08 da tarde  
Blogger .: jigoku :. said...

Essa benevolência de dar sem exigir, sem esperar em troca, é própria apenas dos espíritos maiores...

Um grande bem hajas por seres assim.

5:50 da tarde  
Blogger ~*Vica*~ said...

Muito lindo, muito, muito!!

7:12 da tarde  
Blogger Aran said...

Uhau!!! Tens aqui magnificos poemas!!! Parabéns!!! Gostei muito mesmo!!!! E obrigada pela visita ao meu cantinho [http://capricornioemim.blogs.sapo.pt]... Um beijinho e inté... :)

9:40 da tarde  
Anonymous Para ti said...

O passado pouco importa, se o futuro nos sorri...
Lindo
Deixo-te um beijo

10:15 da tarde  
Blogger sonia r. said...

Seguindo o teu destino aqui estou eu para desejear-te uma boa noite.

Bjo.

10:32 da tarde  
Blogger Alma said...

O passado por vezes magoa no presente e nem sempre promete o futuro.
Gostei de ler.:)

10:49 da tarde  
Anonymous isobel said...

sorvendo cada gota das suas palavras...
percebo quão bela e intensa é a dor...
em busca do destino que liberta de antigas amarras ...cheguei aqui...
no caminho tropecei em medos inventados por mim...do chão pude enxergar... como sou pequena diante de tudo aquilo que ainda não vivi...tão pequena que a alma não me cabe...e assim transborda!

10:57 da tarde  
Blogger marakoka said...

gostei de ler.te

jocas maradas

11:07 da tarde  
Blogger Oceanida said...

Existen cosas que uno siempre lleva donde quiera que vaya.
Gracias por tu visita.
Un abrazo.

2:47 da manhã  
Blogger musalia said...

obrigada pela tua visita ao meu espaço.
presente e passado entrecruzam-se mesmo que não tenhamos feito parte dele. ficam smepre sedimentos...
beijo.

10:24 da manhã  
Blogger alice said...

boa tarde, amândio,

eça de queirós devia voltar, sabes?

e reescrever os maias...

só para que de penafiel constasse algo mais do que as lavadeiras

um beijinho, alice

1:44 da tarde  
Blogger Dalila said...

Yeah! Este é um dos melhores, eu acho.

2:22 da tarde  
Blogger spartakus said...

levar num levo, mas vou passando. abraço, b'tarde.

2:55 da tarde  
Anonymous Diana said...

Olá......

Lindo...'' não importa que caminhos tenhas trilhado''.....
Sempre bonito isso....
Rss....
Bjs....

9:45 da tarde  
Blogger sonia r. said...

Venho desejar uma boa noite e bom fim de semana.
Obrigada Amândio pelo link.

Bjinho.

11:27 da tarde  
Blogger maresia said...

porquê as lágrimas?

11:35 da tarde  
Blogger Andreia Ramos said...

mas nunca ficar no passado( continuando as palavras do artur!) beijinho!

5:35 da manhã  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Joaquim

Contigo de "Pleito"!
"assumo a plena vontade"
a tua
destino de qualquer jeito
rivalidade... não!
estás - estou...
assim bate meu coração

Tão belo o teu poema...

Beijinhos

4:39 da tarde  
Blogger Luna said...

São os momentos presentes e a esperança no futuro, que devem comandar a nossa vida

4:42 da tarde  
Blogger Miguel Peixoto said...

o caminho que as lágrimas percorrem , somente apresentam as emoções que transportam as lembranças dum passado, dum presente, por mais intenso que seja...
Certo estarei da sua presença nas suas lembranças... num sentido único...

Um profundo abraço de amizade.

5:33 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Destino...caminho que eu traço com passos guiados pela fé,em razão do amor...

8:15 da tarde  
Blogger alyia said...

Bonitos estes teus poemas

10:15 da tarde  
Blogger lena said...

gostei de te ver na minha cabana

e de novo venho aqui para te ler

o destino que nos indica o caminho, mesmo que seja passado
não sei mandar no destino, não sei onde mora, penso só que deve existir

gostei do que li, esvreves muito bem

beijinhos

lena

11:13 da tarde  
Blogger Aurelio said...

Ao amparar uma lágrima podes estar colhendo um novo amor.

Nobre gesto o de apagar o passado e abraçar um coração que caí, prestes a se partir.

... Mas estou aqui para retribuir a gentileza, e dizer-te, depois do merecido descanso, que estou pronto para novas batalhas com as palavras.

Abraços

12:53 da manhã  
Blogger Moni said...

E as lágrimas vieram e invadiram minha alma, coração e todo o meu ser neste fim-de-semana. Que tristeza enorme é esta?

Bjs

2:56 da manhã  
Blogger Nelita said...

Estaras sempre acompanhado certamente...
na dor...
no desejo...
no sorriso...
kissssssssssssssssss

11:01 da manhã  
Blogger candido silva said...

lindo e com muito sentimento como sempre... o passado não se esquece mas temos de viver o presente independentemente do k tera sido o nosso passado... Um grande abraço e obrigado pelo apoio...
Sou muito mais feliz por saber tenho este grande amigo, AMANDIO

5:37 da tarde  
Anonymous Neith said...

Continuo a pensar que quando tudo parece sem saída, sempre se pode cantar...por isso escrevo. Como sempre...um excelente poema. Beijinhos e votos de uma boa semana

8:12 da tarde  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Sempre estará trilhando bons caminhos e em boa companhia...
linda semana meu querido,
beijosssssssss

11:12 da tarde  
Blogger Leslie said...

Muito lindo e tocante.
Parabéns!!!

1:22 da manhã  
Anonymous LINA said...

Divagar sobre o passado faz de nos 1 ser maior....
todas as nossas vivencias sao a construçao do nosso futuro tornando tudo o que nos rodeia num mundo melhor mesmo que por caminhos tortuosos...

12:07 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home