quinta-feira, março 02, 2006

PÉTALAS


quando te venero
a textura dos meus abraços
cumpre o doce amplexo
com que as pétalas amam o coração das rosas.

quando te sossego
a ternura dos meus afagos
nasce da amorosa linguagem
que constrói os sulcos das folhas.

quando te saboreio
a dádiva dos meus beijos
ostenta a firmeza perfeita do caule
por onde passo a caminho do teu céu.

quando são rosas,
ouves o meu búzio.
recebem teus ouvidos
os compassos perfeitos da nossa sinfonia.

entranhados no teu coração
erguem o segredo que te nutro.
sólido, suavemente sólido,
onde pulsa o amor.

27 Comments:

Blogger ~*Vica*~ said...

Lindo, lindo!!! :D

8:01 da tarde  
Blogger Andreia Ramos said...

lindo!amar e demais, um sentimento enorme e lindo!sem plavras!beijinho!

9:36 da tarde  
Blogger Luna said...

É no desbravar das emoções, que se solidifica a relação.
Como sempre lindo

10:00 da tarde  
Blogger marco said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:12 da tarde  
Blogger sonia r. said...

Boa noite poeta.

Bjo.

11:32 da tarde  
Blogger Freyja said...

estan muy lindos estos versos, llenos de amor.
gracias por tus saludos en Lagrimas, te dejo un abrazo grande y que sea un lindo fin de semana.
escribes muy lindo

besos y sueños

2:03 da manhã  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Esse sólido sentimento sob o pulsar do amor é desejo de todo ser humano,perfeito!
Meu querido,obrigada pelo belo poema ainda em construção,envaideceu-me a honra de abrigá-lo,muita honra!
lindo dia meu anjo e saudades,
beijosssssssssss

11:06 da manhã  
Blogger mariadarosa said...

Mesmo assim caro Amândio, de bolsos desfiados eu não conto o meu segredo :)

11:07 da manhã  
Blogger mariadarosa said...

Deve com toda a certeza ser um amor doce que passa pelo caule firme até as pétalas suaves sem sofrer um arranhão dos espinhos.

11:09 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

Um excelente poema.
Pelas imagens, pelo ritmo e pela musicalidade das palavras.
Abraço e bfs.

12:39 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

Escolhida a planta, resta a viagem da raiz ao âmago da mesma...
Sempre lindo e surpreendente é o pulsar da seiva cor de amor...

12:56 da tarde  
Anonymous diana said...

lindo... :)

doce palavrar sobre um dulcíssimo sentimento...

Parabéns meu caro amigo!

Beijinhos

Diana

5:55 da tarde  
Blogger alice said...

querido amândio,

pétalas são as pontas dos teus dedos e as suaves impressões que com eles vais semeando
só alguém inteligente e talentoso pode ser simultaneamente sensível
obrigada por essa dádiva sem preço
um beijinho,
alice

6:18 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Joaquim

Belo, belo o teu poema.

"Pétalas"

Belas rosas
de aromas doces
tons suaves
ou rubra cor
pétalas macias...
enfeitando o corpo... do amor

Beijinhos

Bfs

8:10 da tarde  
Blogger Nelita said...

Adoro esta suavidade...
Transparece o momento bonito da tua vida...
Quando uma pedra rolou,
Quando uma parede se ergueu,
Quando uam flor brotou,
Deixa-te embalar...
Fecha os olhos...
ouve,
Sente,
Vive!!!
Um beijo amigo meu

10:27 da tarde  
Blogger Miguel Peixoto said...

Sempre belo o cantar das líricas palavras com que nos nutre o espirito.
Um Abraço

10:56 da tarde  
Blogger Silmara Roberta said...

Bom dia Joaquim, maravilhoso poema, um lindo final de semana a vc, beijinhos encantadinhos!

6:41 da manhã  
Blogger LUA DE LOBOS said...

fico sempre fascinada com a tua escrita
xi
maria de são pedro

10:35 da manhã  
Blogger spartakus said...

Jakim, Jakim, toca a eskrever. B'tarde.

4:57 da tarde  
Blogger Moni said...

...Tenho teu beijo
Queimando meus lábios
O toque dos teus dedos
Riscando minha pele...

O amor está constantemente me beijando...
Bjs

7:43 da tarde  
Blogger Ana P. said...

Beijinho
Não tenho tido tempo para visitar os blogs, mas voltarei com força...

12:33 da manhã  
Anonymous Neith said...

Como costumo dizer, o empenho não basta, há que haver engenho também...a tua escrita é a prova disso...magnifica! Um beijinho :)

11:24 da manhã  
Blogger V.B. said...

Quando te sossego... Deve ser bom ter o coração repousando calmo e calado em braços veneráveis.

4:46 da tarde  
Blogger lonely star said...

tenho evitado poemas de amor... =/

2:41 da manhã  
Anonymous teresa cam said...

ai ai!!! o amor é lindo, é imprssionante como tudo muda quando amamos.

A vida parece mais brilhante pois é vista com os olhos do coração.


Beijos grandes meu querido

12:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Joaquim é com uma enorme satisfação que acompanho o lançamento do teu livro "pedra sobre pedras", mas como certamente compreendes não poderei estar presente, mas gostaria de adquirir um exemplar.
Sei que não é a mesma coisa que estar presente no evento, mas certamente e apesar da distancia o que escreves é maravilhoso para que não te aompanhe nesta que é uma data tão importante.

Desejo-te desde já o maior sucesso para o teu livro, que o evento decorra tal como foi sonhado por ti, e desejado por todos os que te acarinham nesta hora de alegria,

Um beijo com muito carinho, aqui duma simples ribatejana, que escreve uns devaneios nas horas vagas.

Cristina Monteiro

4:02 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Caríssimo,

Gostaria de o convidar a participar no meu Blogue (mencionado em epígrafe) com um pequeno texto sobre o erotismo e/ou fantasias sexuais.

Pretendo dar, a todos quantos o visitarem, uma leitura sexy mas suave, intensa e apelativa, ousada embora deliciosamente inebriante.

Cumprimentos,
Pecadora
--

4:05 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home