terça-feira, março 21, 2006

FAROL



enquanto
os favores das musas
deixam que sobre ti
caia o manto do sossego,
ergo musculado
o alerta constante
que presidirá ao meu turno guerreiro.

sonha
que eu vigio.

34 Comments:

Blogger HatA/mãe said...

Já tinha vindo a este blog...grandioso. Mas confesso que hoje vim só por curiosidade.
Uma pessoa com o seu rosto, penso que é o verdadeiro...pois quando nada ha a esconder...
O meu tambem esta á vista como lá diz no meu blog.
Vim só ver como funciona isto de esconder o rosto, muitas caras, muitos blogs...
Apesar da dor que me avassala, confesso que, mover-me no meio destas areias movediças me tem dado algum alento.
Muito obrigada

1:52 da tarde  
Blogger Dalila said...

Lindo!
O meu preferido, de sempre!
A imagem está brutal! É a ilustração perfeita

2:31 da tarde  
Blogger candido silva said...

lindo, fantástico Doutor... cada dia as suas palavras estão mais belas... é incrivel o misto de sensaçoes qundo se lê seus poemas... Grande Abraço

3:13 da tarde  
Blogger lonely star said...

o "eu vigio" me fez lembrar do Concha (é o mais lindooo!!!)... e esse sonhar que veio antes... ai, perfeito!!!

=D~

3:22 da tarde  
Blogger Artur Moura Queirós said...

A rede que ampara o sonho, ignora as malhas, que a realidade todos os dias tenta arrancar...:)

5:21 da tarde  
Blogger flash&clic said...

que lindo! é bom sentir sempre um lado protector!!!

5:44 da tarde  
Blogger ~*Vica*~ said...

Sonha... que eu vigio... amei, amei!! Lindo poema, apenas para variar!! Beijos!! Obrigada pelo carinho e amizade, mesmo à distância.

6:31 da tarde  
Blogger alice said...

querido amândio,

estas são as palavras perfeitas, para quem, como eu, hoje se sente perdida e procura um ponto de apoio e direcção...

obrigada pela tua luz sempre presente e protectora

um grande beijinho, alice

6:56 da tarde  
Anonymous pequenita (quando o teu corpo e o meu) said...

O roçar dos lábios...
A língua no canto, passeando, explorando...
As palavras suaves, serenas, tão cheias de amor.
São momentos de êxtase...
Que trago comigo, guardados, sentidos...
O roçar, o apalpar, o gemer...
O sussurrar no ouvido...
a barba a roçar...
o olhar no olhar...
a vontade latente...
explodindo em nos...
querendo muito mais...
explorando os momentos anteriores..
ao acto final....
Curtindo..sentindo...cada pedaço...
cada gesto...um olhar...um molhar de lábios
um passear pelo corpo... uma paradinha aqui...
outra ali, mais longa, demorada e subtil...
Um sorriso nos lábios e no olhar...
O calor do rosto, que subiu pelo corpo,
e está pronto a explodir...
O latejar vagaroso dos corpos se amando..
sem mais esperar...

7:14 da tarde  
Blogger Andreia Ramos said...

e como e bom termos alguem a vigiar-nos...!beijinho!

10:22 da tarde  
Blogger sonia r. said...

Agora deixaste-me sem palavras com este poema e esta fotografia...
Boa noite Amândio.

Bjo.

1:08 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

Lê-lo, dá-me sempre, tanto prazer, um prazer doce, um prazer de esperança, de que sempre existirão almas assim...

Eu acredito em Faróis, desses que nos salvam de uma noite escura, de uma rocha que não saberiámos por antecipação, existir no nosso caminho...

Obrigada por escrever assim!

5:00 da manhã  
Blogger Miguel V. said...

A branco e negro... bonito sim.

Cumprimentos

12:58 da tarde  
Blogger falcão e cunha said...

Belas palavras estas...
A tranquilidade do sono dos justos terá um arcanjo sempre atento.

6:47 da tarde  
Anonymous MªAntónio said...

Por razões de força maior, não tenho visitado o seu blog, mas saiba que a ausência de comentário não quer dizer que esqueci...
li os poemas em falta e continuo a achar que são especiais...
comento no momento que tá em delírio concerteza a ver o seu sporting e o meu porto, desculpe a franqueza mas espero que ganhe o meu porto...
beijos
o sobrinho também manda xiiiiis...

10:25 da tarde  
Blogger lena said...

ler-te hoje fez-me verter uma lágrima

e repito contigo se o permitires

"sonha
que eu vigio."

belo, não há palavras para dizer o que se sente

beijinhos para ti

lena

10:36 da tarde  
Blogger alyia said...

Uma imagem lindissima valorizada por meia dúzia de palavras
É quanto basta para uma harmonia perfeita

10:56 da tarde  
Blogger A.J.Faria said...

Olá, Joaquim!
Lindo poema, acompanhado por uma imagem a todos os níveis espectacular!
Um grande abraço,

11:54 da tarde  
Anonymous Márcio Gouveia said...

Bem, devo de dizer que gostei muito! As palavras revelam uma sensibilidade profunda do ser, revelando desejos e receios da alma e do corpo. É uma faceta que não conhecia! Bem haja para si e continue a expressar-se desta forma. Aqui vê-se o exemplo que uma imagem não vale mais que 1000 palavras. Aqui as palavras dão lugar à criação de imensas imagens e mundos fantásticos. Gostava um dia de poder transpôr isso para uma tela!

Márcio Gouveia
www.marciosdesign.pt.to

11:37 da manhã  
Anonymous Diana said...

Bom dia.....

Se sonhar já é bom......imagina com alguém vigiando....
Bom demais....
Bjs.....

12:15 da tarde  
Blogger Sea said...

vigiar pode acontecer, mesmo sem o sonho...

12:37 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

é assim mesmo...comentários moderados!!!!


beijo-te oh poeta....
és mesmo um dos faróis desta Net----

excelente. belíssimo!!!!!!!!

3:27 da tarde  
Blogger Isobel said...

vigia...
os sonhos são tantos e loucos...
proteja...
pra que nada se perca...
sonhos são sonhos, mas sem eles nada faz sentido...

5:48 da tarde  
Blogger HatA/mãe said...

Isto parece lamechas da minha parte, mas de tanta coisa bonita que me têm dito, tenho que escrever aqui "expondo", mais uma vez as lágrimas que me caiem pelo rosto, que as palavras que lá deixou foram as mais bonitas de sempre. Tocaram-me profundamente.
Bem haja

5:56 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Joaquim

"Farol"
a luz que nos habita...

Maravilhoso!

Beijinhos

8:40 da tarde  
Anonymous Neith said...

Palavras primorosas...a imagem combina na perfeição :) Um beijo enorme

9:24 da tarde  
Blogger Miguel Peixoto said...

Sonhe com o ócio.
Sonhe com a atalaia.
Que o deleite da sua tarefa aconchegue até as musas,
que favoreceram o descer do manto do sossego e ai
permaneçam todas sobre o seu turno de guerreiro.
Impávidas…
Serenas…
Como crianças devaneando no orbe da fantasia.

Enorme abraço de amizade.

9:47 da tarde  
Blogger sonia r. said...

O dia está a chegar, desejo que corra tudo bem no lançamento do seu livro. Um beijo de boa noite.

12:00 da manhã  
Blogger eyrenne said...

Muito lindo, Joaquim, quisesse sentir-me asi de segura um dia .

Muitos beijos!

;)

12:42 da manhã  
Blogger Aurelio said...

Todos em seus postos... vigiando o sonho de hoje, a realidade do amanhã.

Belíssimo texto... como de costume.

Saudações de além mar.

4:33 da manhã  
Blogger Nelita said...

gostei!!!
instinto protector...
protegemos o que amamos...
faz sentido ... :)
beijo aos dois ;)

9:52 da manhã  
Blogger V.B. said...

Pra mim, o manto do sossego é o céu estrelado.

2:28 da tarde  
Blogger Moni said...

Sonho...

Bjs

9:36 da tarde  
Blogger Clitie said...

A tinta que usas para escrever por aqui, seduz-me. Vou linkar-te...

Bjk e bom fim de semana.

9:43 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home