sexta-feira, novembro 17, 2006

INTERLÚDIO (três pedaços de tempo antes do sussurro)



quero que meus dedos
falem a linguagem da tua pele,
em cada arrepio nascido do nosso verbo amar.

no que conversam, um verso.
assim constróis o poema maior que exalo,
no precioso ritmo do teu suspiro.

e manterei sempre a tua alma
bem longe das garras dos vampiros,
até que o sol renasça.

51 Comments:

Anonymous Eduardo Nuno Bandeira said...

Caro Amigo,

Neste dia tão especial, o que me leva a escrever não é apenas um elogio mais do que merecido à forma como tem conseguido manter em constante funcionamento este magnífico blog mas, um desejo... desejo de felicidade temperado com muito amor, paixão, amizade, solidariedade e frontalidade que o tornam tão característico e único.
Abraço!
Eduardo Nuno Bandeira

3:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Só passei aqui para te deixar um beijinho de Parabéns :)
Felicidades Amigo :)
Gi

3:25 da tarde  
Anonymous alice said...

querido amândio,

estou comovida por ter usado esta foto que publiquei no blog colectivo neste post tão mágico e num dia em que comemora um aniversário tão bonito. fica aqui o meu abraço maior. para si com carinho. alice.

3:27 da tarde  
Blogger dreams said...

às vezes achamos que nossos sonhos,são maiores que a realidade quando sabemos que a realidade é muito maior que qualquer sonho nosso realizado...
a melhor coisa da vida é viver sem temer os limites do prazer que o corpo possa dar através das palavras que transmitem um sentir pleno...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

3:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

very nice pictures

3:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O privilégio que certas pessoas têm por sererem amadas assim...

Fazes anos? Se sim, muitos parabéns! E um forte abraço!

4:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O teu poema (e o que exalas) é lindíssimo, cheio de desejo e amor.

É tão bom conjugar o verbo amar!

Beijo grande.

4:35 da tarde  
Blogger mnemosyne said...

Dedos que despertam um querer na pele...que se distraiam os dedos em mil passeios e as mãos despenteiem águas. Um belíssimo poema desenhado pela mão mais fina em jeito de caricia. Parabéns Amândio :) Um beijo

5:31 da tarde  
Anonymous Lusitano said...

O interlúdio...três espaços de tempo antes do imenso eterno. Belo.
Parabéns pela tua 41º translacção em saúde, harmonia e espírito criativo.
Big Hug

5:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Nada melhor que ler um poema inspirado e cheio, mas muito cheio de amor!!!
Parabéns pelo blog e para você pelos anos de vida!!! Muitas realizações!!!
bj, Gisele

5:59 da tarde  
Anonymous Júlio Sousa said...

Cada nova ruga acrescenta sabedoria e fascínio à tua eloquência.
Sinceros Parabéns na certeza que o melhor ainda está para vir.

Forte abraço [[]]

6:49 da tarde  
Blogger Nani said...

Joaquim,

Obrigada pelo teu comentário no meu "momento"... espero que voltes mais vezes...

Eu voltarei....

Nani

9:07 da tarde  
Blogger Luna said...

Que este dia tenha o brilho da vida, e perdure para todo o sempre,
Parabéns

9:24 da tarde  
Blogger Miguel Peixoto said...

Que as minhas mão encontrem num perfeito equilibrio as letras que ostentem num verdadeiro sentido um sentimento: a Amizade. e que passeiem em torno do tudo e do nada mas que no final deposite aqui um firme abraço de amizade.

Como sempre fantastico...
Grande abraço

12:00 da manhã  
Blogger Cocas said...

Vim retribuir a visita...gostei do blog...já esta na lista dos favoritos :)

Um optimo fim-de-semana

1:16 da manhã  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Amândio

A beleza deste teu poema é sublime - toca-se com o respirar - o sentimento

"Quero que os meus dedos falem a linguagem da tua pele,
em cada arrepio nascido do nosso verbo amar".

Beijinhos com carinho
BomFsemana

3:59 da manhã  
Blogger Cocas said...

Genial!!! A foto com o texto :)

12:25 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Deslumbrante o que escreves.

quem fica com um arrepio sou eu, depois de te ler, no precioso ritmo do meu suspiro.

e manterei sempre esta escolha, bem longe de todos os outros pensamentos...

Parabéns Amândio.
Bom domingo.

12:51 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Mudei de link... (mas já não mudo mais)

2:38 da manhã  
Blogger serenidade said...

Lindo...que protecção tão sentida tão desejada de se dar a...quem se AMA.

Um beijinho sereno.

12:55 da manhã  
Blogger alejandrapiam said...

Amadio, qué enamorado!

2:56 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Muitos mas mtos bji de parabéns!!
Que blog fantástico!!!!

Paula Teles

3:53 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Muitos mas mtos bji de parabéns!!
Que blog fantástico!!!!

Paula Teles

4:05 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Vou tentar arranjar palavras

E na linguagem de nossos corpos
Onde teus dedos ousaram pousar
Na minha pele o teu respirar
E o turbilhão de ventos parados

E nos melhores tempos passados
Em verso, ou em prosa renascido
No melhor poema que se suspira
Do melhor que me dás, que tenho tido

E a minha alma se manterá no teu universo
E não há vampiros que a sugarão
E o sol renascerá de novo em nosso berço
E iluminará o teu e o meu coração.

Beijinhos

5:39 da tarde  
Blogger RPM said...

um abraço grande.....

RPM

8:10 da tarde  
Blogger Aurelio said...

Belas palavras, como senpre.
Parabéns e muita felicidade no teu caminho.

Abraços de além mar.

9:12 da tarde  
Blogger Cátia Carreira Sousa said...

«constróis o poema que exalo», porque os maiores que construímos vêm sempre , não dos outros, mas do que os outros nos fazem sentir.
gostei.

10:19 da tarde  
Anonymous Guilherme said...

Paxei cá pa deixar um abraço, e "beber" algumas das suas palavras.
Cada vez melhor o blog.

3:04 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Lindíssimo!! Extasio-me sempre, quando te leio...Beijos.

11:41 da manhã  
Blogger MySelf said...

Já não consigo ser original... é simplesmente lindo!!!
Continuação de boas inspirações!
Beijinho

12:08 da tarde  
Blogger RRH 1008 said...

Querido irmão, teus poemas seguem sendo um prazer com um toque irresistível, que faz sublimar as emoções.Um forte abraço desde Galícia.

4:31 da tarde  
Blogger unafresa said...

No puedo decir más que la belleza de la lengua portuguesa queda aquí plasmada, en este post y en otros anteriores.

Me descubro ante su idioma.

Saludos.

12:15 da manhã  
Blogger Claudia Perotti said...

Amo os teus poemas. Eles carregam muita coisa do que sinto também.

A imagem é muito bonita!

Bom final de semana, poeta!

Beijinhossssss

1:00 da tarde  
Blogger Nani said...

Bonito poema... é bom ler coisas assim...

Parabéns! E Obrigado!

Nani

6:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Lindissimo!
Sempre que passo por aqui fico encantada com a beleza das tuas palavras.


….(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
….(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)
......d88888bd888b.
.....d8888888888888B.
.....888888P`Y8888P.
.....Y888888.....( , \_.
....,_Y88(.................)....*Passo para te ler...
....Y888888b.......__\..
.....“8“888P........(_.... para saber como estás...
.............|.....----“..
...........~;~~\~..... * Para te deixar um beijo
............=......\....
..........(_._).....\.....
...........|=|........\...
....._.../|..|..........\....
..../_\/..|..|..........|.
...,.-“---/_/--------“---.....
...`-.,_________,.--“..
..........|......|.|........
..........|___|.|...
..........|___|.|............ e desejo bom Domingo!!!!
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
«`“•.¸.♥ Nadir ♥ ¸.•“´»
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

11:37 da tarde  
Blogger Cocas said...

PARABÉEEEEEEEEEEEENNNNNNSSSSSSS!!!!!!!!

5:58 da tarde  
Anonymous [ cjt ] said...

[off topic]
Caro amigo, fica o link

Abraço,
CT

6:05 da tarde  
Anonymous Helena said...

Dr. Amândio Santos. Este foi um dos seus melhores post's, desde que leio o seu blog! Quero que seja muito feliz e que a vida lhe traga o que há de melhor...
Que para mim é a saúde, alegria, amizade e o companheirismo. Palavra final disto é FELECIDADE!!!

Beijos,

Helena

6:36 da tarde  
Blogger ~*Vica*~ said...

Que lindo! Beijos.

6:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Grande amigo,

Cada vez escreves melhor.
Emociona saborear cada um e todos os teus poemas!

forte abraço,

António Rocha

11:47 da manhã  
Blogger A.J.Faria said...

Olá, Joaquim!
Mais uma vez nos ofereces um lindo poema, onde a tua sensibilidade se manifesta de forma suave e consistente.
Um abraço!

5:29 da tarde  
Blogger A MUDANCA said...

E que magnifico é ter quem cuide da nossa alma...

Beijo

FF

8:23 da tarde  
Blogger david santos said...

Olá!
Até que o Sol resnasça! Linda rosa!
Parabéns.
Bom fim-de-semana

3:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

............♥
...........***
..........*****
.........*Bom*
........***Fim***
......*****De*****
.....***Semana***
....****************
...******************
..********************
..........****
..........****
..........****
....(`“•.¸ ¸.•“´)
.....♥ Nadir ♥ .
....(¸.•“´ `“•.¸)

11:29 da tarde  
Blogger Miguel V. said...

e já agora, boas festas, e até para o ano, se deus quiser!!!

11:17 da tarde  
Blogger Miguel V. said...

e já agora, boas festas, e até para o ano, se deus quiser!!!

11:17 da tarde  
Blogger Spiritman aka Bacardiman said...

Um natal muito bêbado e um ano novo todo ressacado são os meus votos mais sinceros!

Cumprimentos mixed by Jameson 12 anos!!!!

1:44 da tarde  
Blogger unafresa said...

Bellísimos poemas los que se encuentran en tu blog.

Te felicito.

1:02 da manhã  
Blogger Alberto Vale said...

Caro Joaquim Amândio Santos,

Descobri o seu blog enquanto navegava pela Internet. Quero felicitá-lo pela inciativa. Permita-me a ousadia de criar também uma ligação do meu blog para o "Negra Tinta" e dedicar-lhe este poema :-)

Descobri o "Negra Tinta"
Cheio de poemas emocionantes
Achei um blog com muita pinta
E já está nos Links Interessantes!

Cumprimentos,
Alberto Vale
http://linksinteressantes.blogspot.com/

2:39 da tarde  
Blogger Dança de lágrimas ... said...

Na tua pele rasgo o meu silêncio e em gemidos solto o que está adormecido em mim. Na tua pele invento o meu olhar e quebro em vertigem as mágoas da distância, fito-te, miro-te, empurro os meus olhos sobre a tua macia pele que nunca esqueço.
Na tua pele já contei mil histórias e amanheci os receios de te perder, na tua pele já li mil poemas já escritos e ainda por escrever e entrelacei a minha alma nas letras que os poros do teu corpo soltam às centenas, fui-me em ti mais do que lembrança de amantes.
Na tua pele despi as palavras e os significados que nunca lhes soube dar, rompi as pegadas do ainda nunca feito e balancei no ainda por sonhar. Na tua pele eu encontro a minha casa escondida sobre o manto de pureza, no meu jardim deitado o teu corpo nu pronto para o descobrimento. A descoberto eu deixo tudo o que se esconde na magia quase impossível que a tua pele emana, a tua pele é a paisagem e o horizonte.
Os sulcos da tua pele escondem mil aromas e montanhas de beijos que ainda não te dei, escondem os silêncios que rasgo na tua pele…
Na tua pele encontro a minha morada, um rumo, um norte, um fim desta estrada estranha que é a vida. Só na tua pele, em mais lado nenhum, eu descubro-me por inteiro em gritos de prazer que a alma solta sem demora. Só na tua pele escrevo uma epopeia... não me importo de me deixar permanecer assim, só na tua pele, uma vida inteira…

Na geografia da tua pele... O mundo escondido, sossegado, rasgado com os meus silêncios.


Beijo em ti *

1:21 da tarde  
Blogger Alessandra said...

Bela imagem, e o teu poema a percorrer-me onde o ser é mais sensível! beijo grande!

3:22 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home