quarta-feira, dezembro 21, 2005

Game Over


sempre que o jogo acaba,
nem que longe da derrota,
o chamamento da dor seduz
lentamente forçando
a que rode a cabeça
e a coloque por cima do ombro,
feito base de uma guilhotina.

ofereço-a em sacrifício
ao cantico da máquina
que o mergulha no vício da moeda seguinte.

mesmo mortal eis o canto da sereia.

vive enroscado
nas notas inconfundíveis
do tilintar
das quarenta moedas que compram a vida.

1 Comments:

Anonymous Miguel Peixoto said...

Será possivel que a vida valha apenas quarenta moedas? Ou um breve momento de diversão onde no final ficará apenas a sensação de vazio e de perda( apesar de estar abastado), porque será? Ja paramos para pensar o que realmente importa nesta curta vida!?
O Amor.
Vive , ama, escute, fale, abraçe... Mas nunca deixe de ter o seu coração vazio, nem por um minuto de total esquecimento.
Um Abraço

9:20 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home